Cozinheiros Veganos Cozinham Carne?

Olá meus queridos, eu sei que dei uma bela sumida, mas foi por uma boa causa! Estou organizando todo o meu jogo de cintura nas coisas que eu faço pra pagar as contas no final do mês, para conseguir ter uma periodicidade por aqui.

Demorei pra postar e vim logo com um tema polêêêêmico e se você veio já com três pedras na mão (por causa do título), guarda elas peloamor, abre a cabeça um pouco, amplia seus horizontes, coloca uma pitada de empatia e grandes doses de amor pra o resto do post, já é?

E por que caralhas eu resolvi escrever sobre isso?!

Então, não sei se vocês sabem, mas no Masterchef esse ano, temos a querida Adriana Avelar na competição. Ela é uma cozinheira vegana (assim como eu) que teve essa maravilhosa ousadia de entrar em uma competição carnista com o objetivo de difundir o veganismo, desafiador não é mesmo?

No episódio que foi ao ar no dia 11/09 (se você não assistiu, é só clicar aqui) a Chef teve o desafio de cozinhar sem sal e acabou por optar por fazer um prato de Bacalhau e ai pronto, acionada a polícia vegana, sirenes para todos os lados, chuva de julgamentos e intolerância.

Qual parte ainda não entendemos que precisamos nos dar as mãos e que o veganismo não é sobre você e a sua reputação e sim sobre os animais?!

A Adriana sabe que ela poderia ter feito um prato exclusivamente vegano, mas na hora ela errou (quem NUNCA?!) e ao invés de apoiarmos, fazemos vídeo falando que ela nos decepcionou? (OI?!), vamos na bio dela e esculachamos? (OI NOVAMENTE?!).

A definição de veganismo da The Vegan Society é: “o veganismo é a forma de viver que busca excluir, na medida do possível e praticável, todas as formas de exploração animal e de crueldade com animais, seja para alimentação, vestuário ou qualquer outra finalidade.”

Esse possível e praticável vai de cada um com a dinâmica da sua própria vida. Quem somos nós pra dizer quem é vegano ou não? Vivemos num mundo carnista aonde a cultura gastronômica é mais carnista ainda.  Ser cozinheiro vegano nesse meio é extremamente desgastante e desafiador.

Infelizmente não posso dizer para o síndico do meu prédio que eu não tenho $ para pagar o condomínio pq não arrumei nenhum freela vegano esse mês. Não vou chegar no Refettorio Gastromotiva, que alimenta moradores de rua com ingredientes doados e dizer que eu não vou cozinhar com aquele ingrediente de origem animal e deixar os moradores de rua sem comer.

Infelizmente a maioria esmagadora das cozinhas que existem são carnistas e, às vezes, nós cozinheiros veganos, somos obrigados a cozinhar ingredientes de origem animal SIM!

Gostamos? ÓBVIO QUE NÃO!

Temos muitas (os) nutricionistas (os) e médicas (os) veganos que atendem pacientes não veganos e prescrevem dietas não veganas.

Eles gostam? ÓBVIO QUE NÃO!

Se é praticável e possível você conseguir fazer essa escolha, eu fico muito feliz por você, mas, pelos animais, não desmereça e culpe quem não consegue, assim a gente só se enfraquece ao invés de se amar!

A minha estratégia é não combativa! Me julguem, mas eu sempre vou aos poucos inserindo opções veganas e tirando as não veganas do cardápio. A Gastromotiva hoje tem uma pasta só com fichas técnicas de receitas veganas que eles podem fazer. Mês que vem assumo a cozinha da cafeteria/ludoteca/pub de uns amigos que vou precisar fazer inúmeras coisas que não são nem vegetarianas!

Gosto?! CLARO QUE NÃO, mas preciso para pagar minhas contas e aos poucos já consegui levar receitas e preparações veganas para o cardápio tirando outras.

Se uma pessoa que for na cafeteria, trocar a opção carnista dela, por uma vegana, pra mim, já é uma vitória!

A Adriana tem uma voz hoje que nenhum cozinheiro vegano teve. Ao invés de julgá-la e apontar o dedo, vamos apoiá-la e incentivá-la para que ela possa se sentir confortável e inovar com o veganismo sempre que possível! Vamos sair da nossa bolha?

Precisamos mostrar que o veganismo é um movimento da compaixão e como fazemos isso se não temos nem um olhar carinhoso uns com os outros?

O possível e o praticável só faz sentido se ele se encaixar na vida de cada um que resolveu seguir esse caminho lindo que é o veganismo. Nossas rotinas, contas, modo de vida são diferente um dos outros e se não tivermos empatia com os desafios individuais que temos, vamos acabar dificultando a difusão desse modo de vida tão apaixonante.

Sim! Eu sou cozinheira vegana e faço o possível para não cozinhar ingredientes de origem animal, mas nem sempre tenho sucesso! Se você acha que eu e a Adriana precisamos tirar isso das nossas bios reflita sobre quem vai se sentir melhor se fizermos isso. Os animais? Eu? a Adriana? ou Você?

Baixa essa guarda, me olha com carinho e me dá a sua mão! Estamos na mesma luta para que um dia nenhum de nós precise cozinhar animais ou nem tenha a possibilidade, pq eles nem vão mais fazer parte das prateleiras do mercado!

Go Vegan, na sua velocidade, fazendo o seu possível, o seu melhor e sem se culpar quando não conseguir!

 

 

 

 

 

21 comentários em “Cozinheiros Veganos Cozinham Carne?

  1. Muito bom, concordo com vc! Sou vegana a quase um ano, e sei das dificuldades! Primeiro pra vc dizer que é vegana, é começar a não julgar ninguém! 😉 Amar , amar e amar! Ser vegana é cuidar ! Faz uma diferença enorme. 💚💚💚

    Curtir

  2. Adorei suas palavras, temos que nos unir e não jogar pedras, só assim plantaremos as sementinhas. Amo a Drica e sou vegana à praticamente 3 anos e aprendi que cada pessoa tem seu tempo e se formos chatos não nos tornaremos só distantes das pessoas, mas sim mostraremos que o veganismo é chato e não é isso que tem que acontecer, pelo contrário, temos que cativar aos poucos, molhar a terra, adubar e fortalecer. E acima de tudo pensar nos animais, mas fazermos tudo dentro do nosso possível e não nos julgarmos ou julgar o próximo seja ele quem for. Só seremos respeitados se respeitarmos o próximo.

    Curtir

  3. Massa seu texto. Eu sou vegetariana estrita. Me entitulado vegana, mas não mais, desde que em um grupo que participei de maternidade vegana, foram bem rudes em relação a uma dúvida que tive na época. E quando alguma mãe vai com a dúvida em relação aos filhos que comem carne é uma chuva de comentarios dizendo que a criança pode ter escolha mas o animal não (Oi?) Como se devesse obrigar a criança a ser vegana (pra mim não faz sentido e se faz pregar a intolerância). Faz 3nos que não consumo carne, todos meus parentes consomem carne. Tenho filhas que as vezes comem, pois cresceram vendo carne como alimento. Assisto docs com elas, explico, mas às vezes acontece de optarem por comerem fora de casa. O que vou fazer??? É uma escolha minha, e tenho que respeitar o tempo delas, porém sei que estou plantando uma semente. Admiro muito o ativismo animal, e sei que é necessário. Mas algumas pessoas saem fora da casinha com o assunto.

    Curtir

  4. parabéns ,por suas palavras ,ser vegano ou vegetariano não nos torna donos da razão ,se estamos tentando mostrar pras pessoas o amor pelos animais devemos respeitar uns aos outros com paciência e através de nossas atitudes e respeito pelo outro .

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s